Fugas - notícias

  • DJ Pete Tha Zouk numa das primeiras festas Seven
    DJ Pete Tha Zouk numa das primeiras festas Seven DR/Seven
  • Ronaldo visitou a discoteca na semana passada
    Ronaldo visitou a discoteca na semana passada DR/Seven
  • DR
  • DR
  • DR
  • DR
  • DR
  • Tivoli Vilamoura
    Tivoli Vilamoura DR
  • Seven Vilamoura
    Seven Vilamoura DR
  • Seven Vilamoura
    Seven Vilamoura DR
  • O logo da disco
    O logo da disco DR\

Discoteca do cunhado de Cristiano Ronaldo não vai fechar

Por Idálio Revez

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé decidiu não decretar a suspensão da licença da discoteca Seven em Vilamoura, pedida pela Associação de Discotecas do Sul e do Algarve (ADSA).

A providência cautelar, interposta pela ADSA, para fazer cessar a actividade da discoteca Seven, em Vilamoura, não teve provimento. O Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja, que apreciou a acção, considera que o espaço de animação de Verão, gerido pelo cunhado de Cristiano Ronaldo, "tem licença" para funcionar, emitida pela Câmara Municipal de Loulé.

Os representantes das discotecas do Algarve, através da ADSA insurgiram-se contra a abertura da discoteca de Verão, invocando "concorrência desleal", alegando que estão em "condições desiguais", porque a actividade da Seven estaria a ser exercida num "espaço que não está licenciado para o efeito". O tribunal veio agora declarar que a empresa Seven Gold - Eventos Unipessoal, Lda "não está a exercer a sua actividade comercial no local em causa [espaço multiusos do Hotel Tivoli] sem licença".  

Na última sexta-feira, a Câmara Municipal de Loulé respondeu a uma citação do Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé (onde a acção deu entrada), justificando o acto administrativo: licença de "recinto improvisado" para a realização de espectáculos e divertimentos públicos de dança/música DJ.

Os membros da ADSA pretendiam que o tribunal suspendesse "provisoriamente a deliberação", considerando que se tratava de matéria com "especial urgência", na medida em que estes estabelecimentos, no final de Agosto, cessam a actividade. 

A juíza Luísa Candeias Tinoco decidiu: "Não decreto provisoriamente a providencia cautelar requerida". Quanto à questão da licença ser ou não adequada ao exercício da actividade por um período tão curto, deliberou que essa matéria não tem cabimento no âmbito de uma providência cautelar, "devendo, sim, ser apreciada, na competente acção principal já intentada ou a intentar".

A secretário de Estado do Turismo, Cecília Meireles, noticiou o Correio da Manhã na edição de sábado, prometeu "aprovar nova legislação" até Setembro, depois de ter reunido com os membros da Associação de Discotecas do Sul, garantido que vai "acabar com as licenças provisórias". 

Seven, a discoteca que "não é" de Cristiano Ronaldo

--%>