Fugas - seccao

  • Torre de Belém na mira
    Torre de Belém na mira Miguel Manso
  • Nas Portas do Sol
    Nas Portas do Sol João Henriques/Arquivo
  • Miradouro de Santa Luzia
    Miradouro de Santa Luzia Miguel Madeira
  • No eléctrico vermelho, o turístico da Carris
    No eléctrico vermelho, o turístico da Carris Filipe Arruda/Arquivo
  • Paulo Pimenta
  • Miguel Madeira
  • Às Portas do Sol
    Às Portas do Sol Vasco Neves/Arquivo
  • Estação do Rossio
    Estação do Rossio Pedro Vilela/Arquivo
  • Terreiro do Paço
    Terreiro do Paço Carla Rosado
  • À porta da TAP, no Marquês de Pombal
    À porta da TAP, no Marquês de Pombal Daniel Rocha
  • A fotografar Pessoa no Chiado
    A fotografar Pessoa no Chiado Filipe Arruda/Arquivo
  • Filipe Arruda/Arquivo
  • Filipe Arruda/Arquivo
  • Terreiro do Paço
    Terreiro do Paço Filipe Arruda/Arquivo
  • Os pontos de informação do Turismo de Lisboa são paragem obrigatória
    Os pontos de informação do Turismo de Lisboa são paragem obrigatória José Fernandes
  • Na rua Augusta
    Na rua Augusta José Fernandes
  • José Fernandes
  • José Fernandes
  • Postais há muitos
    Postais há muitos Raquel Esperança/Arquivo
  • Momento de descanso que as sete colinas cansam
    Momento de descanso que as sete colinas cansam José Fernandes
  • As filas para o Elevador de Santa Justa são célebres
    As filas para o Elevador de Santa Justa são célebres Joana Freitas/Arquivo
  • Na Baixa, nunca faltam postais
    Na Baixa, nunca faltam postais Joana Freitas/Arquivo
  • Terreiro do Paço
    Terreiro do Paço Joana Freitas/Arquivo
  • Cais das Colunas
    Cais das Colunas Joana Freitas/Arquivo
  • Terreiro do Paço
    Terreiro do Paço Joana Freitas/Arquivo
  • No Chiado, na companhia de Pessoa
    No Chiado, na companhia de Pessoa Miguel Manso
  • De cruzeiro, a passar sob a ponte 25 de Abril
    De cruzeiro, a passar sob a ponte 25 de Abril Miguel Manso
  • Uma turista fotografa-se a si própria no Lounge Hostel, considerado um dos melhores do mundo
    Uma turista fotografa-se a si própria no Lounge Hostel, considerado um dos melhores do mundo Nuno Ferreira Santos
  • Chegada do paquete Funchal, vindo de Ceuta
    Chegada do paquete Funchal, vindo de Ceuta Nuno Ferreira Santos
  • Nuno Oliveira/Arquivo
  • Junto ao Padrão dos Descobrimentos
    Junto ao Padrão dos Descobrimentos Pedro Cunha
  • Autocarro panorâmico
    Autocarro panorâmico Pedro Martinho/Arquivo
  • Perto do Marquês
    Perto do Marquês Raquel Esperança/Arquivo
  • Na Avenida da Liberdade, junto ao Mortos da Grande Guerra
    Na Avenida da Liberdade, junto ao Mortos da Grande Guerra Rui Gaudêncio
  • Na Rua do Carmo, o carro do fado da discoteca Amália
    Na Rua do Carmo, o carro do fado da discoteca Amália Rita Baleia/Arquivo
  • José Fernandes
  • Junto ao Elevador de Santa Justa
    Junto ao Elevador de Santa Justa Joana Freitas/Arquivo
  • Pedro Vilela/Arquivo
  • E sai mais um postal
    E sai mais um postal Raquel Esperança/Arquivo
  • o Castelo no horizonte
    o Castelo no horizonte Carla Rosado
  • No topo do Elevador de Santa Justa
    No topo do Elevador de Santa Justa Miguel Madeira

Lisboa tem a melhor qualidade-preço para os turistas

Por Luís J. Santos

Utilizadores do TripAdvisor elegem Lisboa como cidade mais vantajosa do mundo para visitantes e lisboetas como melhores anfitriões da Europa.

O TripAdvisor, dito o "o maior site de viagens do mundo", revelou esta quinta-feira os resultados do seu estudo anual sobre cidades turísticas, que abrange 40 destinos-chave e retira conclusões a partir das pontuações de 75 mil viajantes inquiridos. E, entre categorias várias, Lisboa consegue liderar um dos "rankings", o de destino com melhor relação qualidade-preço do mundo, à frente de Budapeste ou Banguecoque, segundo os turistas da TripAdvisor.

À questão de "best value for the money", alia-se a simpatia, com a capital portuguesa - único destino luso analisado - a ser considerada a cidade europeia mais amigável para os visitantes: no top mundial, consegue mesmo o 3.º lugar na categoria de destino com "locals" afáveis, sendo apenas ultrapassada por Cancún e Tóquio.

O curioso é que, tendo em atenção os triunfos nestas duas temáticas, Lisboa destaca-se também noutro top: o das cidades mais subestimadas. Neste caso, está em 2.º lugar, atrás de Budapeste e à frente da Cidade do Cabo.

A cidade que reúne mais elogios no top 3 de cada categoria é Tóquio (Japão): lidera na segurança, na afabilidade dos taxistas, nos serviços de táxis, na limpeza, nos transportes públicos e na segurança. E é 2.ª na simpatia dos habitantes.

Para compras, parece não haver concorrência a Nova Iorque: lidera a categoria de "shopping" - a única, aliás, em que a Grande Maçã surge entre os três primeiros.

Nos transportes, conte-se com a tradição suíça: Zurique é a cidade em que os turistas consideram ser mais fácil moverem-se e é n.º 2 em termos de qualidade dos transportes públicos - além de 3.ª em limpeza urbana.

Um olhar às cidades que ocupam lugares finais de algumas tabelas é também bastante revelador. É interessante verificar que Moscovo conseguiu ficar em último lugar (40.º) em termos de afabilidade dos habitantes (sendo que Londres está em 39.º...) ou dos taxistas, da qualidade dos serviços de táxis ou em termos de compras - tem também a 2.ª pior relação qualidade-preço, em que só perde para Oslo, e é a 3.ª pior em termos de facilidade de movimentos para os turistas... Já Bombaim (Índia), ficou em último em termos de limpeza das ruas ou na facilidade de movimentações. Para o pior sistema de transportes públicos, foi eleita Hanói (Vietname).

Em termos de segurança, a pior classificação vai para Punta Cana (R. Dominicana), seguindo-se Rio de Janeiro (Brasil) e Sharm el Sheikh (Egipto).

Para os viajantes TripAdvisor, os destinos mais sobrevalorizados do mundo são Punta Cana, Dubai e Sharm el Sheikh.

O estudo, repartido por dez categorias, foi efectuado, entre 12 e 26 de Novembro, a partir de um inquérito enviado a 75 mil utilizadores do TripAdvisor que tinham recentemente escrito comentários sobre as cidades seleccionadas - a escolha é "baseada nas cidades-chave dos países que receberam mais visitantes internacionais segundo dados da Organização Mundial do Turismo. Para ser incluída na análise, cada cidade teve que ter "um mínimo de 300 respostas completas".

--%>