Fugas - restaurantes e bares

  • Paulo Pimenta
  • Paulo Pimenta
  • Paulo Pimenta
  • Paulo Pimenta

La dolce vita da Invicta

Por Andreia Marques Pereira ,

"Intensamente chocolate" ou "Tentações semi-frias" não são entradas usuais em carta de bar. Mas há bares e bares: neste há bebidas, sim, mas elas são secundárias - um complemento. O papel principal é insuspeitamente doce, no Bar de Sobremesas bbGourmet, no Porto.

Temos de confessá-lo: poucos bares nos deixam de água na boca. Este sim, mas outra confissão é obrigatória: por pouco tempo. Afinal, neste novo Bar de Sobremesas caímos, literalmente, em tentação. Mergulhámos em camadas de "biscoite genoise" (uma espécie de pão-de-ló), mousse e glaceado de maracujá, deixámo-nos envolver por mais mousse e "coulis" de maracujá, refrescámo-nos no sorvete, de maracujá, pois claro.

Saímos de uma montanha-russa de "Variações de maracujá" incólumes, neste bar onde, está visto, a água na boca não é uma opção, antes um estado natural. Ou não se chamasse "Bar de Sobremesas". Assim mesmo, entre aspas, porque mais do que um espaço é um conceito - é este que importa e este vive sob a marca bbGourmet, dividido entre os restaurantes Bull&Bear e Maiorca.

Não é um conceito original, o de espaços dedicados "exclusivamente" a sobremesas, mas é ainda incipiente e não só em Portugal. Nas "cidades-suspeitos-do-costume" (Nova Iorque e Londres) já se encontram alguns; em Barcelona Jorge Santos, o proprietário do bbGourmet, até jantou num "restaurante de sobremesas". Por essa altura, já andava a fermentar no bbGourmet a ideia de dar às sobremesas o papel principal. Faltava encontrar um modelo que concretizasse o air du temps que se começou a sentir: o crescimento inesperado da actividade de pastelaria (uma "vocação natural" aqui) que passou pelo aumento do take away de sobremesas e pelo aparecimento de famílias só para a sobremesa; e o que é uma evidência no sector da restauração: as pessoas saem menos para jantar. Foi como se a vocação natural do bbGourmet se encontrasse com a vocação actual do país para a crise. E assim chegamos ao bar das sobremesas. "Venha jantar ou à sobremesa, mas não deixe de socializar."

Socializar num Bar de Sobremesas, portanto, e viver a sua filosofia: degustar sobremesas com uma perspectiva única - essa, atrevemo-nos, faz valer a sobremesa por si só, emancipada da "refeição principal". Na base destas, está a doçaria tradicional portuguesa, confeccionada segundo preceitos gourmet e até piscando o olho à cozinha molecular de que Fernanda Santos, a mulher de Jorge e criadora destas sobremesas, é entusiasta.

O resultado é uma carta de três dezenas de sobremesas (com umas poucas criadas a pretexto do bar e todas baseadas nos sabores da oferta pasteleira bbGourmet, uma "vocação" natural", como veremos), que se dividem em "temáticas".

Se é "Intensamente chocolate" sabemos o que nos espera: chocolate em várias declinações, combinando-se entre si, aceitando intromissões (vejam-se o "São Tomé em 2 texturas com mousse de mascarpone" para o sabor integral; a "Sensação de chocolate com sopa de frutos vermelhos" ou o "Ivoire com texturas de limão" para casamentos bem sucedidos); as "Tentações semi-frias" vão do "Espresso com texturas de café em terra de avelã" à "plenitude de morangos com espuma de iogurte"; os "Irresistíveis mil-folhas e tarteletes" tanto incluem frutos vermelhos e rosas cristalizadas, como variações de limão e violeta; nos "Clássicos Revisitados" recuperou-se o arroz doce e incluiu-se, por exemplo, um "Crocante com chila cremosa, sorvete de ovos-moles e amêndoa tostada com pimenta Sichuan"; os "Gelados e sorvetes" têm oito sabores; os "Queijos" são portugueses; e as "Frutas" vêm em salada ou laminadas.

--%>